Sistema Financeiro Para Médicos

Segundo a pesquisa inédita do Research Center, núcleo de pesquisa da Afya, a organização financeira das práticas médicas é um ponto de atenção, uma vez que apenas 29,8% dos médicos se consideram completamente aptos a administrar o dinheiro. Quando questionados por quanto que conseguiriam se manter sem trabalhar, em caso de emergência, 24,4% apontaram no máximo 6 meses.

 

As necessidades financeiras variam muito dependendo do tamanho e da especialidade da sua clínica médica. Independentemente, uma coisa permanece consistente: ter o sistema financeiro certo pode ter um impacto positivo no faturamento e nas cobranças do seu negócio.

 

O sistema financeiro médico inclui recursos comuns, como contas a pagar/receber e razão geral. Dado o grande número de opções de software financeiro no mercado, muitas vezes é difícil selecionar o melhor produto para o tamanho, especialidade e necessidades pessoais da sua clínica médica.

 

Para ajudar a diminuir as muitas opções, hoje trouxemos alguns benefícios do uso e as principais dicas para escolher o melhor sistema financeiro para a sua clínica médica

Acesse o link  e confira: 5 razões para ter um Software de Gestão 

Benefícios do sistema financeiro para médicos

 

Contabilidade Eficaz: Se você tradicionalmente faz gerenciamento de informações financeiras, há grandes chances de erros de documentação e contabilidade. Esses trabalhos manuais tornaram-se mais rápidos e simplificados do que nunca com a automação da área de saúde. Da mesma forma, o sistema de informações financeiras garante o compartilhamento preciso de informações sobre despesas e entradas de caixa, auxiliando na contabilidade sem erros. E uma contabilidade eficaz significa melhor receita. Além disso, os gestores devem garantir a troca eletrônica adequada de dados ou a interoperabilidade perfeita de assistência médica para garantir a precisão das informações financeiras.

 

Análise e Relatórios: O sistema de informações financeiras na área da saúde é uma das melhores maneiras de analisar e relatar. As demonstrações financeiras precisam de análise e relatórios adequados para garantir o bom funcionamento das clínicas médicas. Também ajuda os gestores a identificar as brechas nas operações e melhorar sua eficiência.

 

Qualidade de atendimento eficiente: Os sistemas de informações financeiras ajudam os gestores a melhorar a qualidade do atendimento de várias maneiras. Com informações financeiras precisas, a tomada de decisões financeiras fica facilitada, assim, é possível melhorar suas operações, melhorando também a qualidade do atendimento e os sistemas de envolvimento do paciente.

 

Gerenciamento de Riscos: As informações financeiras de uma clínica médica contém dados críticos e são propensas a altos riscos. No entanto, o sistema financeiro na área da saúde garante uma gestão adequada dos riscos. Ele fornece organização e interpretação sem erros. Além disso, ajuda a eliminar outros riscos também. Os sistemas de saúde integrados que usam sistemas de informações financeiras se beneficiam mais, pois ajudam no gerenciamento contínuo.

 

Novas fontes de receita: O sistema financeiro também beneficia os gestores com novas fontes de receita. Assim como os sistemas de informações de saúde, o sistema financeiro pode, potencialmente, encontrar novas fontes de receita para ajudar no crescimento dos negócios. Compreendendo as informações de receita e despesa, o sistema financeiro na área da saúde pode ajudar os gestores a identificar áreas de melhoria para aumentar a receita.

 

Dicas para escolher o sistema financeiro ideal para médicos

 

Aqui estão as principais etapas para encontrar o sistema financeiro médico adequado para sua clínica:

 

Reúna os requisitos: Sua clínica é única e você precisa de coisas específicas de um sistema financeiro médico. Este modelo de requisitos para download pode ajudá-lo a identificar quais recursos do software de contabilidade/faturamento médico sua prática provavelmente usará e quais recursos são de alta prioridade.

 

Comparar sistemas: Em seguida, você deve comparar diferentes sistemas financeiro médico para criar uma lista restrita de possíveis escolhas. Agora que você sabe quais recursos são importantes para você, recomendamos comparar os sistemas com base nos recursos. Isso garante que você crie uma lista de sistema que atenda às suas necessidades, em vez de depender apenas das avaliações dos clientes ou do número de recursos que um sistema oferece.

 

Obtenha uma cotação de preço: Você pode estar pensando: as verificações de preços não deveriam ser o primeiro passo? A maioria dos fornecedores de sistemas de gestão oferece apenas cotações de preços por solicitação – isso se deve em grande parte ao fato de que cada empresa é diferente, por isso é um desafio oferecer informações de preços sem saber quais recursos a empresa precisa usar. E agora que você criou uma lista de quatro ou cinco sistemas que atendem aos seus requisitos básicos, você pode solicitar informações específicas sobre preços, demonstrações de produtos, avaliações e muito mais para encontrar um sistema que funcione para você e caiba no seu orçamento.

 

Faça um teste: Uma das principais armadilhas do software é que você nunca sabe se gosta de como ele funciona até experimentá-lo. Muitos fornecedores oferecem testes e demonstrações guiadas para dar aos compradores em potencial uma ideia da interface do sistema de gestão, e essa é uma etapa crucial para a escolha do sistema financeiro. O software médico, em particular, tem a reputação de não ser fácil de usar, portanto, ver em primeira mão como o sistema funciona é uma ótima maneira de garantir que você obtenha um sistema com o qual se sinta confortável em usar. Não se esqueça, cada software tem uma curva de aprendizado, então nunca deixe uma interface complexa te assustar.

 

Escolha um sistema e inicie a implantação: O software pode ser fornecido em dois formatos básicos de implantação: no local e baseado em nuvem. O sistema no local exige que os usuários hospedem o hardware (pense em servidores e uma equipe de TI para mantê-los) em seu site. Já os fornecedores que disponibilizam sistemas baseados em nuvem, exigem apenas uma conexão com a internet para acesso rápido. Ambos têm prós e contras, por isso é importante identificar seu método de implantação preferido e garantir que os fornecedores selecionados ofereçam essa opção.

 

No final do dia, todas as práticas, grandes e pequenas, podem se beneficiar do uso de sistema financeiro médico. Os benefícios da automação e a redução de erros são inestimáveis ​​tanto para as próprias organizações médicas, quanto para os pacientes que são atendidos por elas. Com base em como sua clínica médica opera, você pode descobrir que outras opções, como um sistema de gestão médica completo, podem ser melhores. Certifique-se de pesquisar as diferentes opções para tomar uma decisão com base na opção que melhor o prepara para cuidar de seus pacientes.

 

Se você deseja iniciar a implantação de um sistema financeiro médico ou um sistema de gestão médica completo, a eMed está preparada para te ajudar na revolução tecnológica que você busca. Entre em contato com a nossa equipe comercial e solicite sua cotação.

 

Outros conteúdos pra você, confira em nosso blog:

Vantagens do Prontuário Eletrônico
Benefícios do Sistema de Gestão Médica
Agendamento on-line de consulta médica
4 erros ao gerenciar sua clínica médica 

 

5 passos para migrar o seu financeiro para o digital

Para as clínicas médicas que finalmente estão abandonando seu sistema de planilhas desordenado para um software de gestão de qualidade, preparar-se para a grande mudança pode parecer uma tarefa assustadora. Por isso, hoje vamos trazer os 5 passos para migrar o seu financeiro para o digital.

 

Mover seus relatórios, folha de pagamento, contas a receber, contas a pagar e milhares de dados financeiros diferentes do analógico para o digital — sem perder nenhuma informação — é uma tarefa desafiadora. Felizmente, as empresas que dedicam tempo para se preparar adequadamente são mais bem-sucedidas e sofrem muito menos estresse do que aquelas que tentam migrar sem um plano sólido.

 

O que é Gerenciamento de Dados de Saúde?

 

Com isso em mente, aqui estão cinco maneiras principais de se preparar para uma migração bem-sucedida para o software de contabilidade financeira.

 

  1. Limpe seus dados: não traga dados confusos para um sistema limpo e agradável; se fizer isso, você corre o risco de cometer os mesmos tipos de erros que seu sistema de planilhas cometeu. Em vez disso, invista seu tempo para remover palavras com erros ortográficos, prefixos indesejados e outros erros bobos que são fáceis de corrigir, mas levam muito tempo e atenção para detectar. Use “localizar e substituir” para pesquisar entradas duplas. Elimine linhas em branco. Lembre-se, é importante fazer backup de seus dados antes de tentar “consertar” qualquer coisa; você nunca pode ser muito cuidadoso. Se suas informações estiverem particularmente confusas, pode ser uma boa ideia contratar alguém para arrumá-las para você.

 

  1. Organize seu sistema de planilhas atual: avalie seus fluxos de trabalho e processos internos atuais e determine se eles estão em ordem ou mesmo necessários. É uma boa ideia importar apenas os dados que você realmente precisa para o seu novo sistema. Dados antigos, como informações de clientes anteriores, podem não ser necessários para importar para seu novo sistema.

 

Planejamento Tributário para Clínica Médica

 

  1. Melhore seus processos financeiros existentes: Sempre que você colocar suas informações em um sistema de gestão médica, a melhor coisa que você pode fazer é realizar uma melhoria de processo. Se você fez algo simplesmente porque é assim que sempre fez e não porque é a melhor maneira de fazê-lo, é hora de repensar a melhor forma de mudar o processo. Considere o fluxo de trabalho, armazenamento de informações, permissões e procedimentos de backup como locais para avaliar e melhorar. Onde você guarda os recibos? Quais são os requisitos do seu processo de aprovação? Agora é a hora de resolver os bugs em todo o processo de gestão financeira.

 

  1. Certifique-se de que o momento do movimento seja perfeito: do ponto de vista interno do negócio, o momento é tudo. Mesmo nas melhores circunstâncias, um esforço de migração será disruptivo. Sempre escolha um horário que seja propício para os negócios, onde os recursos internos e os processos de negócios possam estar mais prontamente disponíveis.

 

10 aplicativos para médicos

 

  1. Escolha a eMed: muitas empresas oferecem um software de gestão médica, mas poucas tem a tradição, qualidade e um produto completo para oferecer para você, cliente. No nosso software você encontrará todas as funcionalidades para o controle administrativo, faturamento TISS, nota fiscal eletrônica e suporte online, além de diversos módulos complementares. 

 

Aqui está o resultado final: a melhor maneira de fazer uma migração bem-sucedida é encontrar um fornecedor de software que facilite a transição ao máximo. Nós da eMed trabalharemos com você para tornar esses processos dolorosos um mais fáceis para todos os envolvidos. Embora nenhuma migração seja fácil, não precisa ser uma tarefa assustadora que todos em suas organizações temem.

 

Entre em contato com nossos consultores pelo whats (51) 3227-3594.

Fluxo de caixa positivo: 4 dicas simples

O fluxo de caixa é a força vital de qualquer negócio, mas o baixo fluxo de caixa ainda é uma preocupação financeira importante para as pequenas e médias empresas. Então, como fazer para promover um negócio de caixa positivo?

Para conseguir isso é necessário obter o controle de seu fluxo de caixa e estabelecer bases sólidas para seu modelo financeiro – dando-lhe estabilidade e confiança para investir dinheiro de volta na empresa e fornecer os fundos para expandir e fazer o negócio crescer.

Destacamos 4 etapas simples que o ajudarão a ser proativo em relação ao seu fluxo de caixa, com dicas e sugestões para obter um fluxo de caixa positivo em todo o ciclo de negócios.

 

  1. Gerencie suas finanças em tempo real com contabilidade online

O fluxo de caixa consiste em manter um equilíbrio positivo entre as entradas de caixa (dinheiro que entra na empresa) e as saídas de caixa (o dinheiro que sai do negócio).

Como tal, o fluxo de caixa é um processo, não um número estático. Então, para ficar no controle do fluxo de caixa, é importante que você tenha uma visão de seu caixa e capital de giro o mais atual e atualizado possível.

Gerenciar suas finanças com o software da eMed oferece alguns dos principais números financeiros de que você precisa, ajudando você a gerenciar as voltas e reviravoltas do fluxo de caixa.

 

Glosas: o que são e como evitá-las confira aqui

 

Principais funcionalidades do software da eMed:

. Gerencie suas contas pendentes – veja instantaneamente as contas que precisam ser pagas, quando devem ser pagas e os custos gerais que você deve cobrir este mês.

. Reveja suas faturas pendentes – veja quais faturas devem ser pagas durante o mês (e a receita total esperada no banco) e planeje seus gastos em torno dessa entrada de caixa projetada para o negócio.

. Compare o dinheiro recebido com o saque – aqui você tem uma visão geral útil do dinheiro que entra e sai de cada mês.

 

  1. Facilite o recebimento pontual

Mudar para um método de pagamento mais eficiente acelera os tempos de pagamento. Ao remover as barreiras e tornar o pagamento o mais simples possível, seus clientes muitas vezes podem pagar com um simples clique de um botão – e isso é uma boa notícia para o seu fluxo de caixa!

 

Para receber o pagamento mais rápido:

 

. Use o faturamento online – envie faturas eletrônicas por e-mail diretamente para o cliente, obtendo suas contas no ponto de contato certo rapidamente. Os clientes podem visualizar rapidamente a fatura on-line e passá-la para pagamento.

. Aceite pagamentos com cartão fáceis – os pagamentos com cartão fazem muito sentido. Ter um leitor de cartão da nova geração permite que o cliente pague em um segundo com um toque, obtendo o dinheiro rapidamente e melhorando o fluxo de caixa.

 

  1. Compreenda seu modelo financeiro e capital de giro

A modelagem financeira é uma maneira importante de entender o fluxo de caixa. A eficiência de seu modelo financeiro está diretamente ligada à eficácia com que você pode gerenciar seu fluxo de caixa. Portanto, quanto mais você aprofundar em seu modelo financeiro, mais controle terá sobre o caixa.

 

7 dicas de organização para a sua clínica ou consultório

 

Quando você entende os motivadores de seu negócio – áreas como custos operacionais, despesas com pessoal e vendas previstas – você aumenta sua capacidade de gerenciar sua posição de caixa com sucesso.

 

Para fazer a modelagem financeira funcionar para você:

 

. Entenda seus processos financeiros – construa um modelo claro dos principais impulsionadores de seu negócio e configure-o em uma planilha ou crie um modelo financeiro detalhado no software. Isso forma um modelo histórico e de previsão viável para o gerenciamento de fluxo de caixa.

. Refine a maneira como você usa seu capital de giro – analise suas saídas de caixa e procure áreas onde você pode fazer economias de custo significativas. Insira essas economias potenciais em seu modelo financeiro e veja imediatamente o possível impacto positivo.

. Use técnicas de modelagem financeira para planejar com antecedência – a modelagem permite que você olhe à frente em sua posição de caixa futura. Isso ajuda você a planejar quando (ou quando não) gastar dinheiro no negócio, entender os fluxos de caixa do seu negócio e obter os insights necessários para o planejamento de cenários, tomada de decisões e fornecimento de informações aos investidores.

 

  1. Trabalhe em estreita colaboração com seu contador ou consultor de negócios

O fluxo de caixa pode ficar complexo – especialmente quando se trata de fazer previsões de fluxo de caixa de três vias ou fazer projeções de caixa como parte de um processo de modelagem financeira. É por isso que há um valor real em trabalhar junto com seu contador quando se trata de gerenciamento de fluxo de caixa.

A parceria com um consultor de negócios experiente agrega valor real, trazendo a você uma visão mais detalhada e prospectiva de seu fluxo de caixa. Isso é de vital importância quando se trata de gerenciar seu dinheiro de maneira eficaz e evitar quaisquer deficiências.

 

Para melhorar sua visão geral de sua posição de caixa:

 

. Inclua KPIs de fluxo de caixa em contas de gerenciamento – rastrear e medir seu caixa deve ser fundamental para seus relatórios mensais e contas de gerenciamento. Trabalhe com seu contador para construir essas métricas e KPIs em seus números.

. Discuta a economia de custos e eficiências – chegue a um acordo sobre metas claras para reduções de custos e aumento de receita, e colabore com seu contador para fazer seu modelo financeiro funcionar em todos os cilindros.

. Obtenha o suporte de que precisa para tomar grandes decisões – ter um parceiro de confiança para falar sobre essas grandes decisões financeiras é fundamental.

. O caminho financeiro pode ser difícil, mas com um conselheiro de confiança no assento do copiloto, você pode seguir o caminho mais sensato e manter o fluxo de caixa de forma eficaz.

 

Seja proativo e mantenha seu fluxo de caixa positivo. O fluxo de caixa não é algo que vai cuidar de si mesmo – para manter o fluxo de caixa positivo requer planejamento, ação proativa e um olho atento em seus números financeiros. Quando você segue estas 4 etapas principais, muito desse trabalho duro será reduzido. Conte com a eMed para gerenciar de forma efetiva o seu fluxo de caixa.

Mãos à obra!

 

Fale com um de nossos consultores AGORA!

No Sistema de Gestão para Clínicas da eMed, você encontra soluções que unem gestão de serviços, produto e atendimento personalizado. Conheça por que somos o mais completo software de gestão médica do Brasil!


Imagem demonstracao

eMed Tecnologia - Todos os Direitos Reservados | Politica de Privacidade