Agendamento on-line de consulta médica

Resultados da pesquisa de agendamento on-line de consultas PatientPop relatou que quase metade (42%) dos entrevistados disseram que gostariam de agendar consultas on-line no site da clínica médica, em vez de agendar ligando para a clínica. No entanto, apenas 17% dos entrevistados disseram que atualmente têm a opção de agendar sua consulta online.

 


Sua clínica ainda não oferece agendamento on-line de consulta médica para os pacientes? Agora é a hora de adicionar essa praticidade ao seu site,
Google Perfil da Empresa e redes sociais. Essa praticidade digital básica pode proporcionar satisfação imediata ao paciente: 73% dos pacientes preferem agendar suas consultas médicas online.

 


Quando você inicia a transição do agendamento tradicional para o agendamento on-line dá à sua equipe uma vantagem, pois reduz a carga administrativa. Com menos essa tarefa, sua equipe pode se concentrar no atendimento presencial e nas solicitações importantes de pacientes.

 

Sua clínica é uma empresa digital?

 

Se você não está facilitando ao máximo o agendamento de consultas médicas dando a possibilidade do paciente agendar sua consulta médica de onde e quando ele quiser, está perdendo a oportunidade de expandir o seu negócio. Dada a chance de agendar on-line 24 horas por dia, 7 dias por semana, cerca de 34% dos novos pacientes poderiam marcar uma consulta fora do horário comercial padrão.

 

Outra vantagem no agendamento online da consulta médica é que 26% podem escolher consultas no mesmo dia ou no dia seguinte, preenchendo os espaços vazios, e essa possibilidade você só tem se os pacientes tiverem a possibilidade de agendar a sua consulta online.

 

Confira alguns dados do relatório da Accenture de 2019:

Por que fazer agendamento online de consulta médica?

 

Os pacientes preferem usar apenas seus dispositivos móveis a falar ao telefone. À medida que o uso de dispositivos móveis continua se expandindo, deve ser lógico que as clínicas de saúde ofereçam meios de se conectarem diretamente ao paciente.

 

O novo paciente da era digital

 

As clínicas médicas devem entender que há uma clara necessidade de acomodar o crescente número de pessoas que preferem usar seus dispositivos para agendar seus compromissos. Afinal, eles já podem fazer reservas para jantares, pedir um carro para transporte e marcar um cabeleireiro com apenas alguns cliques.

 

E como 72% das pessoas verificam as avaliações on-line antes de decidir sobre um médico ou clínica, de acordo com a Software Advice, seria um passo lógico que eles pudessem prosseguir para o site da clínica para agendar. No entanto, de acordo com a Accenture, apenas 11% das consultas médicas são feitas online.

 

4 erros ao gerenciar sua clínica médica

 

Depois, há o custo de usar a equipe para agendar manualmente os compromissos. Usando o exemplo de 100 agendamentos por dia, cada chamada requer uma média de 4 minutos. Quatrocentos minutos equivalem a quase 7 horas, resultando em um cargo em tempo integral gasto inteiramente na realização de consultas médicas. Com o salário médio anual de R $21.000 para um assistente administrativo médico, de acordo com o Indeed – dados de junho de 2022, o tempo pode ser melhor gasto em outras responsabilidades.

 

Millennials fazem tudo online, incluindo agendamento de consultas médicas. Do ponto de vista do paciente, entrar em contato com alguém para agendar uma consulta requer até 8 minutos, com 30% do tempo em espera. Para a geração dos millennials, isso pode ser um fator decisivo.

 

Os millennials nascidos entre 1981 a 1999, sempre tiveram acesso a informações on-line. Eles não gostam dos métodos tradicionais de saúde; 71% preferem agendar on-line e receber lembretes digitais ao invés de contato telefônico. Eles podem ser um grupo desafiador para engajar e reter sem oferecer a conveniência de agendamento online.

 

Os processos terão de ser simplificados para se adaptarem ao novo estilo de vida digital das pessoas. Integrar a marcação de consultas on-line agora pode manter os pacientes atuais satisfeitos ao recrutar novos pacientes. 

 

5 razões para ter um Software de Gestão

 

O crescimento de sua clínica médica deve incluir o uso da tecnologia para manter uma presença on-line de qualidade e eficiente. As expectativas da praticidade do agendamento on-line de consultas médicas instantâneas vieram para ficar. No final, é um resultado ganha-ganha para você e seus pacientes.

 

Aqui na eMed nós temos o agendamento online de consulta médica integrado com o sistema de gestão, assim, você consegue utilizar de todos os benefícios e praticidade citados neste texto blog. Se você quer modernizar a gestão da sua clínica ou consultório, entre em contato e solicite uma demonstração do eMed R-EVOLUTION.

 

4 erros ao gerenciar sua clínica médica

Quando o paciente procura sua clínica médica para atendimento, o mesmo passa por várias etapas que podem influenciar positivamente ou negativamente sua experiência. Isso pode levar a uma decisão de retornar ou não à clínica. Hoje, falaremos sobre os 4 principais erros ao gerenciar uma clínica médica.

 

Aqui no nosso blog, já falamos sobre como melhorar a jornada do paciente na clínica. Desta vez, com o mesmo objetivo, mas de uma forma diferente, vamos exemplificar os erros mais comuns ao gerenciar uma clínica médica ou consultório médico, e porque os mesmos influenciam diretamente na experiência do seu cliente.

 

  1. Não usar software médico

 

São muitos os benefícios do uso de software médico e isso afeta diretamente a jornada do paciente. O software proporciona maior segurança para os dados da clínica e com o armazenamento das informações do paciente, como prontuários, dados bancários, notas fiscais, entre outros, além da praticidade de gerir agendamentos, pagamentos e repasses. Portanto, sem o uso de um software de qualidade, seus dados podem ficar expostos e gerar problemas para o seu negócio, é importante ficar atento à LGPD.

 

Com um software de gestão, cuidar das finanças também é mais fácil. Sua clínica também ficará mais organizada com o uso dessa tecnologia, pois arquivar papéis como prontuários e fichas cadastrais, além de não ser prático, significa perder tempo no manuseio, sem contar nos erros que podem ocorrer ao ter tudo manuscrito ou até mesmo na perda de algum desses documentos.

 

Nesse aspecto, o prontuário eletrônico é muito eficiente, pois manter todos os arquivos na nuvem, além de ser de fácil acesso, tudo ficará organizado e à disposição da equipe sempre que necessário. Assim, os dados do seu paciente estarão sempre bem disponíveis e com uma possibilidade remota de anotações erradas.

 

Se você ainda não utiliza um software de gestão em sua clínica, aproveite para conhecer o eMed R-EVOLUTION, onde você encontra diversas funcionalidades que vão auxiliar todas as áreas da clínica. Confira nosso artigo onde falamos sobre tudo o que você precisa saber sobre o software de gestão médica da eMed.

 

Antes de continuarmos, você sabia que o eMed R-EVOLUTION também é adequado para consultórios médicos? Clique aqui e descubra os benefícios especiais.

 

  1. Falta de investimento em treinamento adequado para a equipe da sua clínica médica

 

A clínica é composta por muitos profissionais e não apenas os da saúde. Independentemente do setor, o treinamento é importante, mesmo que os funcionários já tenham experiência. Esse treinamento pode ser feito de forma simples, mas é papel dos gestores das clínicas médicas informarem e explicarem como desejam que sua equipe realize suas atividades. 

 

Incentivar a participação em palestras e workshops também é uma ótima forma de aprimorar os conhecimentos, e ao investir em treinamentos, você irá manter os seus colaboradores atualizados com as tendências do mercado, e isso refletirá diretamente na jornada do paciente na sua clínica médica e a forma como ele será cuidado.

 

  1. Não organizar as finanças da clínica médica corretamente

 

Você precisa registrar suas despesas médicas, bem como recibos, para que possa realmente acompanhar a saúde financeira da sua clínica médica. Um dos erros mais comuns é o das empresas de saúde não terem um fluxo de caixa. Ou seja, não registrarem as entradas e saídas do negócio.

 

Outro ponto importante é separar as finanças pessoais das finanças da clínica médica. Todos os recibos da clínica devem ser depositados em conta bancária de uso exclusivo do seu negócio, mesmo que você tenha recém iniciado o gerenciamento e os atendimentos, manter tudo separado será mais fácil na hora de gerenciar a sua clínica médica e seu financeiro.

 

  1. A falta de atendimento humanizado na clínica médica

 

Neste item, a comunicação é um dos pontos mais importantes a destacar. Seja a secretária, o médico ou algum membro da equipe, todos devem ser claros e eficientes ao trocar informações, seja entre os profissionais de saúde, seja com os pacientes, e sempre tendo o acolhimento a quem busca ajuda como fator predominante.

 

É importante considerar o estado emocional não só do paciente, mas também da família e responder suas dúvidas de forma que transmita empatia, segurança e confiança. 

 

Além do serviço em si, é muito importante que a estrutura física onde os atendimentos são feitos, atenda as necessidades de deslocamento, atendimento e tratamento para pessoas com necessidades especiais, para proporcionar conforto e segurança ao paciente.

 

Outro ponto a ser ressaltado é que o tratamento deve ser feito individualmente e não como um todo. Ouça com atenção o que o paciente tem a dizer sem negligenciá-lo, mostrando que você se importa com a situação. Cumprimentar e chamar o paciente pelo nome é uma característica da terapia humanizada, pois se sentindo em um ambiente seguro, ele dará informações importantes sobre seu estado de saúde.

Gostou dessas dicas? Continue acompanhando nosso blog para mais informações. Se você ainda não é assinante de um software médico ou caso sim, mas a ferramenta não atende as necessidades do seu negócio, entre em contato com nossa equipe de vendas pelo site ou Whatsapp e tire todas as suas dúvidas.

5 razões para ter um Software de Gestão

Sabe como ter comodidade, agilidade, praticidade? Com um software de gestão médica. Você pode se surpreender em como todos os benefícios estão garantidos em um sistema para clínicas médicas. Mais do que isso, essa ferramenta pode simplificar a rotina de atendimento e tornar a clínica moderna e digital.

 

Tudo isso é possível por causa da tecnologia. É ela quem dita as regras em muitos setores e na medicina não é diferente. Ao analisarmos os setores de necessidade básica da sociedade, a saúde é um dos aspectos mais críticos, e muitos prestadores de serviços de saúde enfrentam desafios para oferecer serviços práticos e ativos aos pacientes, porque resistem ao uso dos softwares de gerenciamento médico.

 

Hoje, não há mais espaço no mercado para profissionais que ainda insistem em manter registros de pacientes em papel e agendar consultas com horários duplicados, por conta das diversas ineficiências administrativas e funcionais. A tecnologia de software de gerenciamento de clínicas médicas transformou a forma como a indústria da saúde trabalha.

 

Além disso, automatizar os processos da sua clínica médica e implementá-los pode ser feito com muita facilidade. Você precisa apenas de um sistema de gestão eficiente para gerenciar tudo de um único lugar, do prontuário ao financeiro. Confira agora, 5 benefícios de ter um sistema de gestão eficiente.

 

Sua clínica é uma empresa digital?

 

Benefícios de usar um Software de Gestão para Clínicas

 

  1. Todas as informações em um mesmo lugar

 

Uma das vantagens em usar um software de gerenciamento de clínicas é que ele elimina o uso de papel para os registros dos pacientes. Os prontuários ou exames, além de serem difíceis de armazenar e manter, estão mais propensos aos erros, perdas e desgaste do tempo. O software de gerenciamento deve incluir o módulo prontuário eletrônico que mantém todos os documentos e informações necessárias em seu sistema, além de outras funções básicas e primordiais:

 

Algumas funcionalidades de um sistema de gerenciamento de clínica eficaz:

 

  • Prescrição digital;
  • Prontuário eletrônico;
  • Agenda inteligente;
  • Controle administrativo;
  • Teleconsulta.

 

  1. Com um software de gestão você Reduz os Erros 

 

O sistema de gerenciamento ajudará na redução de diferentes tipos de erros cometidos por meio de intervenções, como: falta de faturamento, falha operacional, erros clínicos, vazamentos de custos, falta de consultas e muito mais.

 

Todos os processos no sistema de gestão clínica são automatizados e há muitas tarefas que o software não precisa da intervenção humana, o que reduz significativamente o erro. O gerenciamento automatizado de processos economiza tempo para a equipe médica se concentrar em tarefas mais importantes.

 

O sistema de gestão clínica melhora a eficiência geral da organização automatizando todo o sistema. Com isso, a experiência do paciente melhora e a possibilidade de indicação aumenta exponencialmente, porque as pessoas valorizam todo o processo do atendimento médico, e não apenas o momento da consulta com o especialista.

 

  1. Satisfação do paciente

 

O software de gerenciamento médico envia lembretes automáticos de consultas aos pacientes por mensagem de texto ou pode ativar lembretes para que a equipe de secretárias efetuem os telefonemas para evitar a perda de consultas. E também, os pacientes não precisam se preocupar em manter as prescrições, porque tudo está armazenado no consultório do médico.

 

O novo paciente da era digital

 

Outro importante ponto, no quesito satisfação do cliente, é a redução  do tempo de espera dos pacientes na clínica. Com o sistema de gestão médica é possível definir os horários, se algum paciente precisa de atendimento especial, e isso faz com que o tempo de consulta deva ser aumentado ou reduzido, evitando assim os atrasos.

 

A eficiência aprimorada do trabalho e o acesso aprimorado aos dados do paciente significam decisões clínicas mais rápidas e melhores. Todos os departamentos da clínica estão interligados e integrados com o software de gestão médica, o que aumenta a qualidade do atendimento ao paciente e a rotatividade no consultório.

 

  1. O software de gestão possibilita a Integração da equipe

 

O software de gestão para clínicas economiza tempo ao escrever prescrições, calcular e registrar as contas, arquivar e procurar prontuários e/ou exames de pacientes, além de manter as agendas de consultas atualizadas. Sendo assim, os médicos podem prestar mais atenção aos seus pacientes e prestar-lhes um serviço mais rápido e melhor.

 

Com uma clínica integrada é possível que médicos de vários departamentos se coordenem para avaliar melhor a condição de um paciente. Além disso, o sistema baseado em nuvem, como o da eMed facilita cada vez mais a colaboração.

 

O software de gestão médica arquiva todos os registros de um paciente dentro do sistema. Assim, é possível encontrar detalhes como diagnósticos anteriores, cirurgias, problemas crônicos, resultados de testes, imunizações e muito mais. Quando necessário, a equipe médica pode verificar todo o histórico do paciente com apenas um clique de um botão.

 

Perfil da Empresa: Guia Para Médicos

 

  1. Obtenha mais segurança dos Dados da Clínica e Pacientes, com um software de gestão

 

Com a ajuda do software de gerenciamento da clínica, pode-se registrar, atualizar e arquivar facilmente dados importantes do paciente no sistema para acessar a qualquer momento. Se o seu software de gestão clínica é baseado em nuvem, onde tudo fica interligado, não há chances de ocorrer violações, pois possui alta segurança de dados.

 

É vital para qualquer profissional de saúde poder rastrear, armazenar e acessar os registros médicos do paciente com facilidade. Se você tiver um sistema de gestão médica em sua clínica, poderá acessar facilmente os dados operacionais, clínicos e financeiros do seu negócio.

 

O sistema de gestão clínica é a necessidade do momento. Vários países ao redor do mundo automatizaram sua indústria médica com esta solução. Quando você decide implantar um software de gestão médica, você está elevando o nível do seu negócio, mas para que você tenha um custo-benefício bom, precisa selecionar uma empresa que ofereça o que você precisa, que tenha as funcionalidades ideais para a sua clínica.

 

A eMed está no mercado há mais de 20 anos, proporcionando a solução ideal para a gestão médica do Brasil. Se você deseja ter um sistema eficaz e inteligente, entre em contato conosco e solicite a sua demonstração do nosso software de gestão médica.

Perfil da Empresa: Guia Para Médicos

Quando o seu negócio está na internet, ele é apenas um entre centenas de sites e redes sociais concorrendo para ter visibilidade online local. Muitos médicos usam a internet para expandir sua base de pacientes e gerar mais renda, mas destacar-se da multidão precisa ter as técnicas e estratégias corretas. Por isso, hoje trouxemos o guia para médicos do Perfil da Empresa, antiga ferramenta Google Meu Negócio.

 

Este artigo é um guia para médicos sobre como usar o Perfil da Empresa, a antiga funcionalidade Google Meu Negócio como uma ferramenta para construir sua reputação como clínica médica ou consultório na sua região.

 

Sua clínica é uma empresa digital?

 

Mas o que é o Perfil da Empresa?

 

O Google Meu Negócio é um serviço gratuito oferecido pelo Google que permite que as empresas gerenciem sua presença online com um perfil comercial, mas agora em 2022, essa ferramenta mudará de nome e passará a se chamar Perfil da Empresa. Este perfil pode conter informações sobre sua especialidade médica, como: ofertas de serviço, horário de funcionamento, detalhes de localização e muito mais.

 

Por exemplo, o site do seu escritório deve ser otimizado para resultados de mecanismos de pesquisa locais. O SEO médico em seu site te ajudará a ser encontrado pelos clientes que buscam sua especialidade, e aliado ao Perfil da Empresa, seu negócio alcançará ainda mais pessoas. Continue lendo esse guia para médicos e saiba como ter uma presença online com o Perfil da Empresa.

 

O Google Meu Negócio, ou agora o Perfil da Empresa, permite que os usuários gerenciem seus perfis comerciais na pesquisa Google e no Maps, dois dos mecanismos mais populares da atualidade. À medida que mais pessoas usam dispositivos móveis para pesquisar na internet, ser encontrado em resultados locais está se tornando cada vez mais importante para direcionar o tráfego para seu site ou local físico.

Por que ter um Perfil da Empresa no Google?

 

O Google facilita para os pacientes encontrarem você, desde que você tenha uma conta completa no Perfil da Empresa, já que é um dos mecanismos preferidos dos usuários. O Google é o mais popular dos três principais mecanismos de busca, respondendo por mais de 80% do volume de buscas do mundo.

 

Com o tempo, o Google fez muitas mudanças na forma como exibe os resultados de pesquisa para pacientes que buscam informações sobre doenças, lesões e tratamentos relacionados à saúde dando preferência aos profissionais de saúde mais próximos do local físico do pesquisador.

 

O novo paciente da era digital

 

O Perfil da Empresa oferece para médicos uma variedade de ferramentas que você pode usar para gerenciar sua presença online. Alguns deles:

 

  • Crie ou edite uma ficha de empresa na pesquisa Google e no Maps.
  • Gerencie e administre links do Google para seus pacientes avaliarem e darem sua opinião sobre o seu serviço.
  • Responda às perguntas de pessoas sobre seu serviço, clínica, convênios, etc.
  • Carregue fotos relevantes para facilitar que as pessoas encontrem o seu estabelecimento, ou com novos serviços, reformas até mesmo atualizações na recepção.

 

As pesquisas são locais

 

Para determinar a proximidade de um profissional de saúde com um paciente que procura informações médicas, o Google conta com dados de um perfil verificado do Perfil da Empresa para a clínica ou consultório.

 

Isso significa que, se um paciente digitar “Dentista Porto Alegre” no Google e você tiver uma conta no Perfil da Empresa, e sua clínica for em Porto Alegre, você terá a chance de aparecer no topo da lista. Se você não tiver um perfil verificado no antigo Google Meu Negócio as chances são de que você não vai aparecer. 

 

5 passos para migrar o seu financeiro para o digital

 

Ao se inscrever no Perfil da Empresa, você pode otimizar sua conta para ser encontrado nesses importantes mecanismos de pesquisas. Conforme o Google, as empresas que possuem um perfil completo no site obtêm cinco vezes mais visualizações do que aquelas que não reivindicam seu perfil.

 

Um dos fatores mais influentes na classificação das buscas locais são as avaliações do Google. O ranking mostra apenas as 3 principais empresas líderes no segmento. No passado, você podia ter uma categorização mais baixa e ainda sua empresa ser exibida nas buscas. Inicialmente, será exibido apenas o nome da empresa, o número de comentários no Google, a classificação média dos comentários e um link para o site.

 

Como configurar uma ficha do Google para uma clínica médica

 

Se você estiver criando uma conta no Perfil da Empresa, siga as etapas abaixo.

 

Etapa 1: Acesse google.com/business, selecione “Gerencia agora” para começar.

 

Etapa 2: Lembre-se dessas quatro diretrizes ao continuar:

 

  • Seja consistente nas informações.
  • Forneça informações detalhadas.
  • Diga quem você é, o que você faz e porque sua clínica é diferente.
  • Deixe claro a sua experiência e a qualidade dos serviços oferecidos.

 

Etapa 3: Na próxima tela, localize o “Encontre e gerencie seu negócio”. Digite o nome do seu estabelecimento. Importante: o nome da sua clínica deve ser o mesmo das redes sociais, site ou qualquer outro lugar na internet.

 

Etapa 4: A próxima tela é “Escolher a categoria que mais se ajusta ao seu negócio”. Informe ao Google qual é a sua principal categoria de negócios. Inicie digitando sua especialização, o que produzirá uma lista suspensa de opções para escolher. Quanto mais específicas suas opções, melhor. Não se preocupe: o Google sabe que um ortopedista também é cirurgião e médico.

 

Etapa 5: Na tela “Adicionar seu serviço”, escolha os serviços que você presta em sua clínica, especialmente se for um serviço específico para o seu mercado. Normalmente é recomendável cadastrar de cinco a sete serviços.

 

Concentre-se em serviços e itens que você deseja que seus pacientes encontrem e se interessem. Se você tem uma fonte secundária de renda, se é ortopedista num centro médico ou médico de família que vende suplementos alimentares, inclua isso em seu serviço.

 

Etapa 6: O Google pergunta se você tem um lugar que as pessoas possam visitar. É aqui que você adiciona seu endereço. Quando os clientes encontram sua empresa, ela aparece no Google Maps. Se você gerencia uma clínica com vários locais, é importante criar um perfil para cada local.

 

Etapa 7: Na próxima tela, “Você está atendendo clientes fora deste local?” Se você é um médico que faz atendimentos domiciliares, pode escolher ‘Sim’ para a resposta.

 

Etapa 8: O Google solicitará seus detalhes de contato. Embora o Google diga que essas informações são opcionais, você deve maximizar todos os pontos de conexão possíveis para os pacientes entrarem em contato. Digite seu número de telefone e compartilhe o URL do seu site ou redes sociais.

 

Você está quase terminando o básico! Antes de realizar a otimização avançada, você deve verificar que a empresa que você acabou de inserir é sua.

 

O que é Gerenciamento de Dados de Saúde?

 

Existem várias maneiras de fazer isso. Para novas clínicas com novos números de telefone, essa confirmação pode ser feita por um cartão postal do Google. Se você nunca verificou sua empresa, mas já tem um formulário e está fazendo a reivindicação, tem a opção de verificá-lo por telefone.

 

Otimização do perfil comercial do Google

 

Após ter um perfil comercial do Google verificado, você está pronto para otimizar. Lembre-se de fazer login no Google com a mesma conta de e-mail usada para criar a sua conta comercial.

 

Recomendamos que você aproveite todos os recursos. A seguir, uma visão geral desses recursos:

 

  • Adicione um álbum de fotos ao seu perfil. Inclua imagens da sua clínica, da sua recepção e da equipe médica.
  • Adicione um link para agendamento online, ou seja, que leve os pacientes diretamente para agendar uma consulta em seu site ou no link do WhatsApp. Isso dá aos pacientes a opção de marcar uma consulta ou entrar em contato, assim que localizar a sua clínica.
  • Use o recurso “Pergunta e Resposta” para inserir as dúvidas mais frequentes. 
  • Incentive as avaliações dos pacientes no Google para melhorar o seu ranqueamento na plataforma. Os pacientes ficam 50% mais propensos a postar uma avaliação online quando é solicitado.
  • Adicione ao Google Posts, banners pequenos e informativos e direcione todos eles ao seu site.

 

Planejamento Tributário para Clínica Médica

 

Quando os pacientes estão procurando atendimento e realizam uma pesquisa ou digitam seu nome na internet, você precisa estabelecer uma boa primeira impressão no Google. Hoje é um elemento essencial de qualquer estratégia de marketing médico.

 

Para te ajudar ainda mais, nós temos um eBook completo sobre marketing médico, onde explicamos com ainda mais detalhes sobre como usar o Google Meu Negócio, o novo Perfil da Empresa para ter ótimos resultados na internet. Baixe agora e inicie ou melhore a sua presença online.

 

 

Sua clínica é uma empresa digital?

Ao considerar o risco, existem ameaças cibernéticas óbvias, mas também existe o risco de não ter planos para se tornar uma empresa digital.

 

O mercado da saúde tem sido historicamente um setor que lidera as discussões sobre tecnologia inovadora, mas, ao mesmo tempo, também é um setor que demora para implantar os avanços digitais. Do lado operacional, as equipes de saúde fazem parte de uma conversa contínua sobre eficiência operacional e sustentabilidade.

 

Do lado do paciente, a internet mudou a forma como todas as empresas interagem com o público. Sites e dispositivos móveis criaram interfaces importantes para as empresas, a mídia social forçou a responsabilidade e a análise tem sido um poderoso facilitador para as empresas tomarem melhores decisões de negócios com foco na saúde em todos os aspectos.

 

5 passos para migrar o seu financeiro para o digital

 

Onde estamos agora?

 

Iniciando a digitalização e modernização das clínicas e consultórios médicos, que agora estão integrando a tecnologia em muitos aspectos de seus negócios para otimizar tanto suas operações focadas internamente quanto às operações voltadas para o cliente. A título de exemplo, as empresas focadas na experiência do cliente estão aproveitando o poder da tecnologia e usando dados e análises para se adaptar às necessidades de seus clientes com base em dados coletados em tempo real.

 

A tecnologia está agitando rapidamente o mercado de saúde tradicional de maneiras que podem ser descritas como emocionantes e aterrorizantes. Felizmente para os investidores, essas interrupções também estão criando novas oportunidades para resolver alguns dos maiores desafios relacionados à saúde que o mundo enfrenta hoje.

 

Saúde: o panorama geral

 

O setor de saúde de hoje enfrenta muitos obstáculos que estão elevando os custos. A incerteza política e econômica, o envelhecimento da população e a crescente prevalência de doenças crônicas são fatores que contribuem para o esforço global para encontrar soluções de saúde mais econômicas.

 

Planejamento Tributário para Clínica Médica

 

Todo o setor de saúde, de seguradoras a fabricantes de medicamentos, está buscando oportunidades para reduzir custos por meio de tecnologias modernas. Isso está jogando em uma tendência mais ampla para uma abordagem mais personalizada e eficiente para a saúde. Para os gestores em saúde, algumas das encruzilhadas mais interessantes entre tecnologia e saúde podem ser encontradas em big data, segurança cibernética, mercados em desenvolvimento e parcerias estratégicas.

 

Big data

A coleta e armazenamento de grandes quantidades de dados médicos, possibilitados pelos recentes avanços tecnológicos, está ajudando os profissionais de saúde a melhorar a qualidade do atendimento médico, desde a pesquisa até o diagnóstico e tratamento.

 

10 aplicativos para médicos

 

O interesse dos investidores em startups de saúde digital que usam big data para melhorar a eficiência e a eficácia da saúde está aumentando. Essas empresas atraíram US$ 5,8 bilhões em financiamento em 2015, de acordo com a CB Insights – um aumento de 20% em relação ao ano anterior.

 

Cibersegurança

Embora a tecnologia esteja ajudando a modernizar o setor de saúde, também está criando novos desafios que precisarão ser abordados com maior urgência no futuro. Um problema é a crescente dependência mundial de tecnologia baseada em software de máquinas, aqueles que não são de nuvem, que pode colocar dados médicos pessoais em risco por violações de segurança.

 

O investimento em tecnologia de segurança cibernética cresceu 235% nos últimos cinco anos, atingindo um total de US$ 3,9 bilhões somente em 2015, de acordo com a CB Insights.

 

Pesquisa de satisfação do paciente

 

À medida que a tecnologia continua a atuar como um catalisador para a dinâmica do mercado em rápida mudança no setor de saúde. Da política aos pacientes e tudo mais, o setor de saúde está em constante evolução. O envelhecimento da população, os avanços tecnológicos e as tendências de doenças têm um impacto sobre os rumos da saúde. Como é crucial prestar atenção às mudanças na sociedade para entender para onde está indo a saúde.

Com a eMed, você tem todo o suporte para iniciar a modernização do seu negócio, do agendamento de consultas ao uso de dados para a tomada de decisão. Um sistema eficiente e que se adapta 100% ao seu negócio. Entre em contato agora mesmo e faça parte da transformação digital.

O novo paciente da era digital

A tecnologia da saúde apresenta uma mudança fundamental nas demandas dos pacientes da era digital em torno dos serviços de saúde. Historicamente falando, a saúde tem sido muito tradicional e resistente às novas tecnologias. Tanto médicos quanto gestores, sempre desempenharam um papel centralizador na tomada de decisões sobre a saúde do paciente, porém, com a pandemia, os pacientes da era digital entenderam que podem ter mais autonomia sobre isso. A nova tendência em direção a tecnologia da saúde está mudando drasticamente o cenário da saúde a esse respeito.

 

Mudança nas demandas do paciente

 

Pacientes da era digital mudam seus comportamentos e expectativas, e estão na vanguarda dessa transformação. Como destinatários passivos anteriores de serviços, os pacientes agora estão conduzindo sua própria experiência de saúde, tornando-se participantes ativos de sua própria saúde.

 

5 passos para migrar o seu financeiro para o digital

 

Devido ao melhor acesso às informações por meio de uma simples pesquisa no Google, o paciente da era digital está preocupado com a saúde e deseja entender o que há de errado com ele antes de entrar no consultório médico. Os pacientes agora esperam informações e transparência máxima em relação aos resultados prováveis, uso de medicamentos e preços.

 

Um estudo descobriu que cerca de 94% dos indivíduos pesquisam seu diagnóstico on-line e 50% vão para as respostas on-line ‘primeira coisa’ ao sentir um sintoma – essas estatísticas são aplicáveis ​​em todas as faixas etárias. O aumento do acesso à informação vem com a expectativa de maior controle de sua experiência de saúde.

 

Além disso, os pacientes da era digital estão assumindo mais custos com a saúde – o consumidor desempenha, portanto, um papel fundamental na tomada de decisões em torno de seus cuidados de saúde.

 

 

Pesquisa de satisfação do paciente

 

 

Essas mudanças nas expectativas dos pacientes da era digital em relação à transparência, conveniência e acesso estão levando os sistemas e médicos de saúde a mudar a maneira como interagem com os pacientes em todas as etapas do atendimento.

 

Tecnologia digital e saúde

 

A introdução da tecnologia digital na área da saúde desafiou os modelos tradicionais de prestação de cuidados e ofereceu serviços que realmente contribuem para os valores de uma experiência centrada no consumidor. As soluções de saúde digital ainda colocam o poder nas mãos do paciente e implementam estratégias que fornecem uma experiência do paciente que engloba maior acessibilidade, transparência e envolvimento do paciente.

 

 

Gerenciamento centralizado de dados clínicos

 

 

Aumentar a acessibilidade e a conveniência da prestação de cuidados é fundamental aos olhos do paciente. Os modelos tradicionais de assistência médica apresentam várias barreiras, incluindo: longos tempos de espera, processos de encaminhamento e aprovação de exames, consultas presenciais, processo de coleta e renovação de receitas, entre outros.

 

A tecnologia oferece aos pacientes a oportunidade de acessar informações a qualquer hora, em qualquer lugar. Ele permite que os pacientes se informem sobre todas as informações médicas confiáveis ​​​​necessárias, além de se conectarem com equipes de atendimento e profissionais de saúde com facilidade.

 

As estratégias de saúde digital também incentivam o empoderamento do paciente; outro valor-chave mantido pelo consumidor de saúde. A comodidade dos pacientes receberem planos de tratamento personalizados, acessarem seus próprios planos de atendimento e coletarem seus próprios dados de saúde ajudam os pacientes a se apropriarem e desempenharem um papel ativo em seus cuidados.

 

 

O que é Gerenciamento de Dados de Saúde?

 

 

A tecnologia na saúde envolve focar no usuário final e capacitar efetivamente o paciente com ferramentas para tomada de decisão e gerenciamento de sua própria saúde. Ferramentas digitais personalizadas para o indivíduo, como agendamento digital, telessaúde, prescrição digital, laudo na internet, ou seja, experiência de saúde envolvente e personalizada.

 

O setor de saúde deve adaptar e transformar a maneira como prestam cuidados para acomodar o paciente centrado no consumidor. Aproveitar as novas tecnologias e soluções é fundamental para prestar cuidados de forma conveniente e capacitadora.

5 passos para migrar o seu financeiro para o digital

Para as clínicas médicas que finalmente estão abandonando seu sistema de planilhas desordenado para um software de gestão de qualidade, preparar-se para a grande mudança pode parecer uma tarefa assustadora. Por isso, hoje vamos trazer os 5 passos para migrar o seu financeiro para o digital.

 

Mover seus relatórios, folha de pagamento, contas a receber, contas a pagar e milhares de dados financeiros diferentes do analógico para o digital — sem perder nenhuma informação — é uma tarefa desafiadora. Felizmente, as empresas que dedicam tempo para se preparar adequadamente são mais bem-sucedidas e sofrem muito menos estresse do que aquelas que tentam migrar sem um plano sólido.

 

O que é Gerenciamento de Dados de Saúde?

 

Com isso em mente, aqui estão cinco maneiras principais de se preparar para uma migração bem-sucedida para o software de contabilidade financeira.

 

  1. Limpe seus dados: não traga dados confusos para um sistema limpo e agradável; se fizer isso, você corre o risco de cometer os mesmos tipos de erros que seu sistema de planilhas cometeu. Em vez disso, invista seu tempo para remover palavras com erros ortográficos, prefixos indesejados e outros erros bobos que são fáceis de corrigir, mas levam muito tempo e atenção para detectar. Use “localizar e substituir” para pesquisar entradas duplas. Elimine linhas em branco. Lembre-se, é importante fazer backup de seus dados antes de tentar “consertar” qualquer coisa; você nunca pode ser muito cuidadoso. Se suas informações estiverem particularmente confusas, pode ser uma boa ideia contratar alguém para arrumá-las para você.

 

  1. Organize seu sistema de planilhas atual: avalie seus fluxos de trabalho e processos internos atuais e determine se eles estão em ordem ou mesmo necessários. É uma boa ideia importar apenas os dados que você realmente precisa para o seu novo sistema. Dados antigos, como informações de clientes anteriores, podem não ser necessários para importar para seu novo sistema.

 

Planejamento Tributário para Clínica Médica

 

  1. Melhore seus processos financeiros existentes: Sempre que você colocar suas informações em um sistema de gestão médica, a melhor coisa que você pode fazer é realizar uma melhoria de processo. Se você fez algo simplesmente porque é assim que sempre fez e não porque é a melhor maneira de fazê-lo, é hora de repensar a melhor forma de mudar o processo. Considere o fluxo de trabalho, armazenamento de informações, permissões e procedimentos de backup como locais para avaliar e melhorar. Onde você guarda os recibos? Quais são os requisitos do seu processo de aprovação? Agora é a hora de resolver os bugs em todo o processo de gestão financeira.

 

  1. Certifique-se de que o momento do movimento seja perfeito: do ponto de vista interno do negócio, o momento é tudo. Mesmo nas melhores circunstâncias, um esforço de migração será disruptivo. Sempre escolha um horário que seja propício para os negócios, onde os recursos internos e os processos de negócios possam estar mais prontamente disponíveis.

 

10 aplicativos para médicos

 

  1. Escolha a eMed: muitas empresas oferecem um software de gestão médica, mas poucas tem a tradição, qualidade e um produto completo para oferecer para você, cliente. No nosso software você encontrará todas as funcionalidades para o controle administrativo, faturamento TISS, nota fiscal eletrônica e suporte online, além de diversos módulos complementares. 

 

Aqui está o resultado final: a melhor maneira de fazer uma migração bem-sucedida é encontrar um fornecedor de software que facilite a transição ao máximo. Nós da eMed trabalharemos com você para tornar esses processos dolorosos um mais fáceis para todos os envolvidos. Embora nenhuma migração seja fácil, não precisa ser uma tarefa assustadora que todos em suas organizações temem.

 

Entre em contato com nossos consultores pelo whats (51) 3227-3594.

O que é Gerenciamento de Dados de Saúde?

O Gerenciamento de Dados é a organização sistemática de dados de saúde em formato digital. Isso pode ser qualquer coisa, desde Registros Médicos Eletrônicos gerados como resultado de consultas médicas, até Registros Eletrônicos de Saúde, até anotações médicas manuscritas digitalizadas para um repositório digital.

 

O Gerenciamento de Dados tem a tarefa não apenas de organizar dados médicos, mas também integrá-los e permitir sua análise para tornar o atendimento ao paciente mais eficiente e obter insights que podem melhorar os resultados médicos, protegendo a privacidade e a segurança dos dados.

De acordo com uma pesquisa da Deloitte:

 

A maioria das organizações de saúde coleta resumos de Registros Médicos Eletrônicos, dados de sinistros e dados sobre matrículas e programas médicos.
Somente as organizações líderes usam adicionalmente feeds eletrônicos de Registros Médicos Eletrônicos e dados do programa de gerenciamento de doenças.
Muito poucas organizações usam fontes de dados não relacionadas à saúde que podem ser usadas para aumentar dados médicos formais, como informações sobre o estilo de vida do paciente, monitoramento remoto e dispositivos vestíveis e dados de pesquisa sobre a experiência do paciente.

 

Planejamento Tributário para Clínica Médica

 

À medida que o Gerenciamento de Dados de Saúde progride, mais organizações irão coletar uma variedade maior de dados relacionados à saúde e os integrarão para gerar novos insights que podem melhorar a saúde do paciente.

 

5 benefícios do gerenciamento de dados de saúde

 

 

O gerenciamento de dados de saúde pode trazer benefícios significativos para organizações de saúde, equipe médica e pacientes:

 

1.Cria uma visão abrangente de pacientes, famílias e grupos de pacientes — perfis compostos que fornecem status e permitem previsões.

2.Melhora o envolvimento do paciente – é possível direcionar os pacientes com lembretes e sugestões de cuidados que possam ser relevantes para eles, com base na modelagem preditiva.

3.Melhora os resultados de saúde – é possível acompanhar as tendências de saúde em determinadas áreas ou entre populações específicas, preveja novas tendências e sugira medidas proativas para combater problemas de saúde crescentes.

4.Tomada de decisões de negócios – ajuda os gestores médicos a tomar melhores decisões baseadas em dados, como quais tipos de profissionais médicos recrutar, em quais equipamentos investir ou em quais tipos de pacientes se concentrar nos esforços de marketing.

5.Analisar a atividade do médico — será possível analisar os dados sobre médicos, como taxas de sucesso, tempo investido em diferentes tratamentos e decisões médicas e alinhando os médicos com as metas da organização de saúde.

Tendências do Mercado Digital na Saúde em 2022

 

Gerenciamento de dados e Business Intelligence

O Business Intelligence no setor de saúde está abrindo caminho para a assistência médica remota e oferece benefícios de segurança e gerenciamento aprimorados de dados do paciente para redução de custos e aumento de receita para melhor visibilidade das operações financeiras. Desde o monitoramento dos fluxos de caixa até a manutenção da conformidade, o setor de saúde está migrando para o mundo orientado por dados. E embora seja apenas o começo, o BI não é mais uma opção para a saúde. É uma necessidade.

 

 

Os principais benefícios do Business Intelligence no setor de saúde incluem:

  1. Tomada de decisão melhor e mais rápida;
  2. Gerenciamento de risco aprimorado;
  3. Atendimento e satisfação do paciente;
  4. Melhor gerenciamento de custos.

 

 

 

  • Tomada de decisões melhor e mais rápida: Profissionais de saúde de diferentes departamentos geralmente precisam colaborar em casos críticos. No entanto, sua colaboração, posterior tomada de decisão e tratamento, às vezes são atrasados ​​devido à indisponibilidade de recursos, especialmente de equipamentos, instalações e operações complicadas do sistema. Em casos críticos, o acesso fácil e rápido às informações do paciente em um portal de BI centralizado pode ajudar na colaboração rápida entre vários departamentos, na tomada de decisões e, em última análise, na agilização do atendimento ao paciente. A visualização fluida fornecida com BI no setor de saúde pode facilitar a obtenção de valor dos dados históricos do paciente e, portanto, fornecer cuidados elevados.

 

  • Gerenciamento de risco aprimorado: Com o histórico completo do paciente no sistema, com base em suas métricas clínicas, sociais e hereditárias, é possível que as instituições de saúde evitem possíveis desafios médicos que os pacientes enfrentam. Isso os ajuda a tomar medidas de precaução oportunas para mitigar o impacto.

 

  • Atendimento e satisfação do paciente: Pode ser problemático para os pacientes e suas famílias não ter clareza de sua condição médica, comparecer a exames redundantes e gastar muito com o tratamento. Um aplicativo de BI pode reunir todos os relatórios e apresentá-los em formato visual, fornecendo informações detalhadas sobre todos os aspectos da saúde do paciente. Isso elimina a necessidade de testes repetidos, o que, por sua vez, ajuda a economizar dinheiro. Além disso, com os dados do paciente se tornando tão abrangentes e detalhados, os médicos poderão fornecer atendimento individual ao paciente, aumentando assim a satisfação do paciente, em vez de continuar com uma abordagem única com inteligência de negócios no setor de saúde.

Gerenciamento centralizado de dados clínicos

 

  • Melhor gerenciamento de custos: Um dos principais contribuintes para o aumento dos custos médicos é a variação de pacientes e o desperdício associado ao tratamento. Em uma tentativa de reduzir o custo do atendimento ao paciente e reduzir o desperdício, os profissionais de saúde agora recorrem à análise de dados. Um software de gestão de saúde organiza os dados clínicos, financeiros, de satisfação do paciente e administrativos em um sistema de saúde em uma única fonte de informações confiáveis ​​que ajudam a seguir um caminho de gerenciamento de custos baseado em dados. Com todos os dados disponíveis em um só lugar, tarefas como custeio e faturamento ficam livres de erros e as variáveis ​​também podem ser facilmente calculadas.

 

 

A implementação da solução de um software de gestão médica, que contém o Business Intelligence correto, pode permitir a melhoria geral de uma organização de saúde, melhorando a produtividade e a eficiência em todos os departamentos, incluindo atendimento ao paciente, administração, finanças e mão de obra. Ele também pode ajudar os gestores médicos a serem ágeis e responsivos, apoiando a tomada de decisões rápidas e críticas e impulsionando a colaboração entre os departamentos. Com a expectativa de que o mercado de plataforma de BI de saúde exceda US$ 3,9 bilhões até 2023, crescendo de mais de 11% até 2023, não há dúvida de que mais e mais empresas continuarão a adotar BI para construir uma reputação em torno do atendimento ideal

 

 

 

Planejamento Tributário para Clínica Médica

O planejamento tributário é fundamental para uma boa gestão financeira de qualquer negócio empresarial e não poderia ser diferente no caso de clínicas médicas e profissionais da área da saúde. Como os custos tributários ocupam destacada posição nas contas a pagar de toda empresa, quem não quer reduzir esses e pagar menos impostos em sua clínica médica?

 

O tema central é fazer você entender, como o planejamento tributário para clínicas médicas pode reduzir seus pagamentos de impostos e, melhor ainda, de forma segura sem riscos futuros.

 

Tendências do Mercado Digital na Saúde em 2022

 

Apesar da busca na redução da carga tributária, uma boa gestão da clínica médica também pode colocar dinheiro no caixa. A gestão tributária consiste em uma série de ações que uma empresa deve desempenhar na hora de organizar e planejar o recolhimento de tributos, mas com objetivos estratégicos para a organização. Confira a seguir:

 

Como funciona o Planejamento Tributário

 

O planejamento tributário é simplesmente uma forma de reduzir os impostos de forma legal para clínicas médicas e consultórios. Para fazer esse planejamento, precisamos de todas as informações da empresa tais como:

 

1 – Faturamento mensal

2 – Relação de despesas operacionais (incluindo trabalhista) e principalmente entender da atividade da clínica e seus respectivos códigos de serviços

3 – A estrutura societária também precisa fazer parte do planejamento 

 

O regime tributário mais adequado para a sua clínica

 

O regime tributário é o conjunto de leis que definirão quais tributos sua clínica pagará ao governo. Ou seja, a escolha certa previne problemas e evita que a empresa pague mais do que precisa aos cofres públicos. Consequentemente faz a empresa economizar, revertendo o orçamento para outras áreas da clínica. Entenda quais as opções disponíveis.

 

10 aplicativos para médicos

 

  • EIRELI Pessoa Física

 

A sigla EIRELI significa Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Este tipo de regime é uma categoria empresarial com apenas uma pessoa com responsabilidade limitada sobre o empreendimento. Com a EIRELI, é possível separar patrimônio empresarial do privado. Dessa forma, é possível que o empreendedor responda limitadamente ao capital social. 

 

A categoria requer um capital mínimo de 100 vezes o valor do salário mínimo no momento em que a empresa for registrada e o faturamento anual estipulado deve ser de até 4,8 milhões.

 

  • Simples Nacional Pessoa Jurídica

 

A categoria do Simples Nacional é indicado para microempresas e empresas de pequeno porte com receita bruta de até R$ 3,6 milhões anuais. O regime oferece alíquotas menores e simplicidade da agenda tributária, facilitando o controle. 

 

  • Lucro Real Pessoa Jurídica

 

Gerenciamento centralizado de dados clínicos

 

O Lucro Real é o regime tributário mais amplo, podendo ser utilizado por qualquer pessoa jurídica com faturamento superior a R$ 78 milhões. Neste caso, o cálculo de impostos de acordo com o lucro real é feito com base no lucro contábil, formado pelo lucro líquido menos as adições, exclusões e compensações fiscais.

 

Ou seja, em caso de prejuízo, não há imposto de renda a ser pago. A adesão a este regime também impõe à empresa uma série de obrigações como, fazer inventário e o Demonstrativo de resultado do Exercício (DRE), além de outros documentos que declaram o lucro apurado exigido pela Receita Federal.

 

  • Lucro Presumido Pessoa Jurídica

 

Com o regime tributário Lucro Presumido, a tributação é calculada tendo como referência o lucro verdadeiro da empresa, mas que varia conforme a atividade desenvolvida, variando entre 1,6% e 32% da receita. No entanto, o faturamento anual deve ser igual ou inferior a R$ 78 milhões.

 

Esta categoria é indicada para empresas cuja margem de lucro é maior do que a presunção, assim como para aquelas que têm poucos custos operacionais e com folha de pagamento. 

 

É fundamental que antes de escolher pelo Lucro Presumido, a empresa avalie sua lucratividade, pois, se o percentual for superior ao do Lucro Real, esta pode não ser a melhor categoria para se enquadrar.

 

O Impacto da Transformação Digital na Saúde

 

Conheça a Tributação da área da saúde

 

Certamente, é muito importante que o prestador de serviço que pretende registrar seu consultório médico converse com um contador para entender como funciona a tributação para a área médica. Juntos podem avaliar e definir se a melhor opção de tributação é por pessoa física ou pessoa jurídica. 

 

Se optar pela segunda, também deve definir qual será a modalidade escolhida.

 


Conheça quais são os principais tributos obrigatórios para a área médica:

 

  • ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza): veio para substituir o antigo ISSQN. Trata-se de um imposto de competência dos municípios e Distrito Federal que incide sobre a prestação de serviços. O tributo é pago pelas empresas prestadoras de serviços e profissionais autônomos.

 

  • IRPJ — Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica: trata-se do imposto cobrado e específico para empresas com cadastros jurídicos. Esta é uma das principais fontes de arrecadação do governo federal. Todas as empresas devem declarar esse imposto, incluindo as individuais e não formais.

 

  • IRPF — Imposto de Renda sobre Pessoa Física: este imposto pode substituir o IRPJ, dependendo do regime tributário que o dono da clínica escolher. Em síntese, trata-se do imposto cobrado de pessoa física. 

 

  • CLSS — Contribuição Social sobre o Lucro Líquido para as clínicas registradas por Pessoa Jurídica: é um tributo federal que incide sobre todas as Pessoas Jurídicas (PJ) domiciliadas no Brasil. Seu objetivo é o de apoiar financeiramente a Seguridade Social.

 

  • COFINS — Contribuição para Financiamento da Seguridade Social: é um tributo federal que incide sobre a receita bruta das empresas e pessoas jurídicas. Também tem como objetivo financiar o sistema de seguridade social brasileiro.

 

  • PIS — Programa de Integração Social: o PIS é uma contribuição social recolhida pelas empresas do setor privado que são transformadas em benefícios para os trabalhadores.

 

  • INSS — Instituto Nacional do Seguro Social: este é o imposto responsável pelos pagamentos dos aposentados e demais benefícios da Previdência Social.

 

Pesquisa de satisfação do paciente

 

Podemos perceber que existem vários fatores quando falamos de planejamento tributário para consultórios e clínicas médicas. Porém, quando você investe em um sistema de gestão que permite centralizar todas as informações, tudo fica mais claro e fácil de administrar.

 

Para que você possa focar no que realmente importa – seu paciente – entre em contato e solicite uma demonstração do melhor software de gestão médica do país. Entre em contato com o time de especialistas da eMed.

 

Solicite sua Demonstração AGORA!

No Sistema de Gestão para Clínicas da eMed, você encontra soluções que unem gestão de serviços, produto e atendimento personalizado. Conheça por que somos o mais completo software de gestão médica do Brasil!


eMed Tecnologia - Todos os Direitos Reservados | Politica de Privacidade